3 de outubro de 2015

[Resenha] Para Continuar

 Título: Para Continuar
Autor (a): Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
N° de páginas: 224
Classificação:  
    
Sinopse: Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento. O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.
Um ponto que eu achei super legal nesse livro foi que ele se passa no Brasil, e não em algum outro país. A história é regada de amor e eu gostei muito da escrita do Felipe Colbert. A história desse casal é fofa, linda e tem um final muito bonito. Mais um daqueles romances para guardar bem juntinho do coração
Leonardo é um garoto que sofre de uma doença do coração, chamada cardiomiopatia dilatada idiopática. Ela torna o seu órgão vital mais sensível e a sua vida, um pouco mais complicada. A poder de remédios, ele passa seus dias indo e vindo da Faculdade de Belas Artes, onde cursa Design Gráfico. Usar o metrô se tornara uma tarefa muito normal, até que, em um dia qualquer, ele avista dois olhos orientais perto de seu assento e se encanta.

A garota que ele olhara nem mesmo dissera uma palavra, mas o simples gesto de mostrar-lhe a música que estava ouvindo fez com que seu fraco coração disparasse. Foi uma ligação rápida e muito forte, e a partir daí, Leonardo decidiu que iria segui-la e descobrir para onde aquela garota ia todos os dias. E é aí que ele acaba descobrindo que ela caminha todos os dias depois de descer do metrô para uma loja de luminárias, no bairro da Liberdade.


"Confesso que desde que vi a garota oriental no metrô, passo os dias pegando o mesmo vagão na esperança de reencontrá-la. Por vezes eu prossigo e volto repetidamente pelas estações apenas para aumentar minhas chances. Muitas pessoas diriam que é uma coisa boba, quase utópica, se considerarmos as probabilidades. [...] Mas acho que todo mundo na vida já fez algo parecido, e, no meu caso, esse ato desesperado abranda o incêndio na pequena fogueira que queima dentro de mim."

Não parando de pensar naquela garota que roubara o seu coração, Leonardo decide visitá-la. Nessa visita inesperada, ele acaba descobrindo que "a garota do metrô", na verdade, se chamava Ayako Miyake e também acaba conhecendo Ho, que também mora com Ayako e o simpático avô da bela garota. O que Leonardo não sabia era que, no porão daquela loja, havia algo muito mágico e que envolvia os moradores da liberdade. Com esse sentimento crescendo a cada dia, envolvia a ele e  a Ayako também. 

Existia uma imensidão de lanternas atrás daquela porta do porão. Existia uma única lanterna que simbolizava o sentimento dele e de Ayako, como mágica. Mas o mais importante era protegê-la, pois se acontecesse algo àquele símbolo, tudo poderia estar perdido para os dois. Um desafio seria também convencer Ho de que Ayako não o amava, pois ele mesmo deixava o seu amor algo muito claro. Leonardo e a jovem oriental terão a missão de lutar por aquele amor, até o último minuto. 
A escrita do Felipe me agradou muito, o jeito como a história prosseguiu, as frases quase poéticas e muito românticas dos personagens tornaram a leitura ainda mais agradável. Eu, que sou uma fã assumida de romances, não poderia deixar de dizer para vocês lerem esse livro

Livro recomendado ♥


Acompanhe a Editora Novo Conceito:
Acompanhe o blog:

Nenhum comentário:

Postar um comentário