9 de setembro de 2015

[Resenha] Soldier - Leal até o fim

Título: Soldier
Autor (a): Sam Angus
Editora: Novo Conceito
N° de páginas: 256
Classificação:  
         
Sinopse: Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos. Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra.
Livros com cachorros são quase sempre emocionantes. E com esse não é diferente. Temos um exemplo de má convivência entre pai e filho, arrependimentos, amor entre um garoto e um cão, relatos sobre a Primeira Guerra Mundial. Nos deparamos com bastante detalhes, o que torna muito fácil imaginar as cenas e também a dor dos personagens. Não é um livro grande, a leitura é rápida e o Stanley é um daqueles personagens que dá vontade de abraçar - Soldier também.
Desde que a mãe de Stanley - Ma - falecera, seu pai, Da, mudara radicalmente o seu comportamento. Não tinha mais paciência com o filho, andava triste e sempre pensativo. O garoto tinha uma cadela chamada Rocket, muito fiel ao dono, que estava grávida. Esses filhotes eram indesejados por Da, porque não eram de raça, poderiam ser chamados de "vira-latas". Quando os filhotes nasceram, um deles estava em uma posição ruim e com a ajuda e força de vontade de Stanley, ele conseguiu sobreviver.

"O filhote abandonou o cobertor, cambaleou para a frente e se lançou em Stanley. Stanley colocou o nariz junto do focinho do filhote e eles se beijaram como esquimós."

Tinha uma pelagem cor de aveia e foi o filhote que Stanley mais gostou. Deu a ele o nome de Soldier, em homenagem ao seu irmão, Tom, que era soldado e estava servindo ao exército. Mas seu pai não gostou nada dos pequenos filhotes e prometeu doá-los, pois, para ele, não valiam nada. E foi isso que fez. Mas o garoto, já muito apegado ao cachorro, conseguiu esconder Soldier e impedir que ele fosse doado. Com isso, seu pai prometeu que iria afogá-lo e, alguns dias mais tarde, o garoto viu Da passar perto do lago e teve certeza de que ele havia feito essa terrível atrocidade.

"- Fidelidade. Coragem. Honra. São essas as qualidades que esperamos encontrar em um cão, elas e o instinto natural de voltar para casa. Esse instinto existe em todos os cães, mas será o cultivo dele que irá formar o cerne de seu treinamento aqui."

Com raiva do próprio pai e com muita vontade de sair de casa e encontrar com o seu irmão, Stanley decide se alistar para o exército. Ele acaba sendo selecionado e começa a treinar cães, vindo a ser mandado para a França e a se tornar, mais tarde, o adestrador Ryder. Para por situações muito difíceis, sofre, mas sempre com o intuito de chegar em seu destino. O livro nos mostra como foram terríveis as condições em que se encontravam os soldados em combate durante a Primeira Guerra Mundial, nos mostra o grande valor que um cão veio a ter nesse período e, no final do livro, ficamos sabendo que a história de Soldier foi baseada em fatos reais.

Recomendo a leitura a todos!
Acompanhe a Editora Novo Conceito:
Acompanhe o blog:

4 comentários:

  1. Oie,
    Eu não conhecia esse livro, mas parece ser maravilhoso, amo livro de cachorro <3
    Sua resenha ficou ótima!

    Beijos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Juh! O livro é um amorzinho, você iria amar a leitura!
      Beijos :)

      Excluir
  2. Não conhecia..l. Normalmente não gosto de livro de cachorros, mas este parece bem legal. XOXO *-*
    http://blogumameninaquasemulher.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Larissa! Apesar de o tema ser ligado ao Soldier (o cão de Stanley), acredito que mesmo quem não gosta de livros com cachorros vai agradar deste. Ele é ótimo!
      Beijinhos :)

      Excluir