21 de agosto de 2015

[Resenha] O que eu quero pra mim

Título: O que eu quero pra mim
Autor (a): Lycia Barros
Editora: Arqueiro
N° de páginas: 208
Classificação:  
         
Sinopse: Alice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva. Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.O que eu quero pra mim é um romance inspirador, que fala sobre a importância de conhecer a si mesmo e descobrir as próprias necessidades antes de trilhar de forma plena o caminho do amor.

Mais um livro nacional lido esse ano! Fico super feliz em saber que os escritores nacionais estão lançando cada vez mais livros bons e que  eles estão ganhando um grande espaço na minha estante. Foi meu primeiro contato com a escrita da Lycia Barros, a qual eu adorei. O livro tem romance, trata de temas cotidianos, mas também tem um toque de humor bem legal. Quando recebi o livro da Editora Arqueiro, nem podia imaginar que ele viria autografado! Foi uma surpresa muito boa pra mim e quero agradecer mais uma vez a essa Editora incrível pelo carinho.

A história tem aquele toque clichê? Sim. É previsível? Sim. Mas a leitura é super gostosa! E eu adoro leituras assim, mais descontraídas, com uma história mais simples e que chega a tocar o nosso coração, mas que também trata de coisas como vício, família, distanciamento entre pai e filha, entre outros. 
"Sem conseguir resistir, Alice deixou de lado o laptop e pegou sua câmera para registrar aquele momento. [...] Adorava o charme de posicionar a máquina."

Alice é uma ruiva linda que trabalha com a sócia Camilla em leilões de diversos imóveis e afins, no Rio de Janeiro. É uma daquelas pessoas que pensa mais em trabalho do que no seu próprio bem estar. Dormir pouco, trabalhar muito poderia ser descrito como seu lema. Deixa de comer e não anda lá com a saúde realmente boa, além do fato de fumar cada vez mais (o que seu namorado tentava alertar que não fazia bem para ela). Tem um namorado, Cassiano, um pediatra romântico, que a ama muito e é doido para viver o resto da sua vida ao lado de Alice. Mas é exatamente esse seu desejo de viver junto que a incomoda.

O casamento de seus pais não foi nada legal. Sua mãe, Ana, morrera doente e antes disso ainda teve a infelicidade de descobrir que fora traída por seu marido, Fernando. E Alice, desde de pequena, carregava consigo essa história ruim dos pais e não acreditava mais em casamentos e em finais felizes. Por isso, sempre que Cassiano tocava nesse assunto mais delicado, ela tentava a qualquer custo se esquivar. E aí um belo (ou não) dia, ele lhe disse, com calma e com jeito, que gostaria de que morassem juntos, pelo menos para fazer uma experiência. E Alice acabou recusando. E esse foi o motivo para que houvesse uma briga entre o casal e o término de um relacionamento que poderia ter sido duradouro.

"Preciso de um tempo para voltar a sorrir e redescobrir o que me dá prazer. Preciso fugir da pessoa que me tornei, e creio que só você poderá me ajudar a trazer a velha Alice sorridente de volta."

Cansada e decepcionada, Alice resolve ouvir Camilla e tirar umas férias do trabalho (o que foi difícil de acontecer), aproveitando a boa quantia em dinheiro que havia recebido de um leilão que havia sido realizado. Resolveu sair do país e ir visitar sua amiga que não via há muito tempo, Luana, que morava em Londres. Tinham uma amizade bem antiga e elas eram quase irmãs. Haviam morado juntas em Nova York e a partir daí não perderam o contato. Mesmo a grande distância entre elas não fez que com que a amizade diminuísse com o tempo.


Essa viagem a faz refletir sobre a vida, sobre o que havia acontecido antes e a sua dor no peito por ter perdido Cassiano aumentava cada dia mais. Mas ela estava disposta - ou não - a esquecer esse relacionamento e a causar ciúme em seu ex. Vamos acompanhando essa sua estadia em Londres, seus pensamentos, sentimentos proibidos e um reencontro, principalmente, com si mesma.

Livro recomendado!

Acompanhe a Editora Arqueiro:
Acompanhe o blog:
Beijos ♥

2 comentários:

  1. Olá, Karen.
    Eu ainda não li nada da autora e nem conhecia esse livro. mas me interessei. Adoro um bom clichê. Estou lendo muitos livros nacionais esse ano e estou gostando muito. Cada vez me surpreendo mais com a qualidade dos livros.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Sil! Temos muitos nacionais bons! Se gosta desse estilo, vai adorar o livro :D
      Beijos!

      Excluir