23 de junho de 2015

[Resenha] Uma Curva no Tempo

Título: Uma Curva no Tempo
Autora: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
N° de páginas: 240
     Classificação:     
             
Sinopse: A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?

A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

Recebi "Uma Curva no Tempo" da Editora Arqueiro e desde que vi a capa pela primeira vez fiquei muito interessada. Agora, ao finalizar a leitura, vejo que ela tem tudo a ver com a história. Ele acabou se tornando um dos meus favoritos do ano - esse ano está rendendo vários.

O início da história já me fez chorar. Cheguei na página 24 incrédula, porque um dos meus personagens favoritos do livro até aquele momento havia, bem... morrido. Mas, para a minha surpresa, o livro deu uma reviravolta que eu não esperava. O final me surpreendeu. Apesar de ter acontecido coisas previsíveis, o que realmente acontece é diferente do que imaginei. Ótimo isso, não é?
Dentre os personagens, Jimmy foi o meu preferido. Fofo e superprotetor, daqueles que dá vontade de abraçar. Também gostei muito de Rachel, mas fiquei meio "a não é possível que ela não percebeu" em algumas partes. Eu estava gostando de Matt, mas... ah, te odeio agora! A história foi bem desenvolvida. O que eu achei do livro? Lindo e emocionante. 
E se a vida lhe desse uma segunda chance? 

Rachel se lembra muito bem da noite do acidente. Ela tinha 18 anos, foi em 2008. Era sua despedida e a de seus amigos, do ensino médio. E todos eles estavam lá (nem todos eram próximos a ela), incluindo também seu namorado, Matt,Sarah, sua melhor amiga. Jimmy, que também estava lá, era seu melhor amigo, se conheciam desde criança. Tudo estava normal e alegre, quando então Matt viu que um carro estava vindo  na direção do restaurante. E eles estavam na janela, na direção certa de onde o motorista, que havia perdido o controle do veículo, iria bater. Todos saíram correndo e Rachel ficara para trás. Com o desespero, uma cadeira acabou bloqueando sua passagem e ela não estava conseguindo sair. Mas, para salvá-la, Jimmy saiu de onde estava e foi até ela. A pegou nos braços e a arremessou para longe, pois era o único jeito de ela sair dali, do jeito que estava. E ele acabou ficando. Salvara sua vida e ela não tinha como retribuir. Nunca iria conseguir retribuir. Isso era tudo que ela se lembrava.
Agora, em 2013, 5 anos depois do acontecido, ela ainda se recorda de todos os detalhes e de Jimmy. Sua cicatriz que vai da testa à bochecha, não deixa dúvida do acidente. Ela havia terminado com Matt e ele estava com Cathy. Todos iriam começar uma nova vida e ela havia voltado para aquela cidade marcante, para o casamento de Sarah com Dave. Fora à despedida de solteiro de sua amiga, que estavam presentes não só as mulheres, mas também os namorados, em um restaurante.  E ela deu de cara com o mais novo casal: seu ex e Cathy. Mas não ficara triste. 

Depois de uma conversa nada interessante com Cathy no banheiro, Rachel usou sua dor de cabeça como desculpa e voltou para o hotel. Ela estava realmente com a cabeça quase explodindo, coisa que havia se tornado quase normal em seu dia a dia. Sem pensar muito, se dirigiu para o único lugar onde ela queria ir naquele momento: o cemitério. Visitar o local onde a lembrança de seu amigo estava não foi nada fácil. Sua cabeça ainda doía muito. Caindo em lágrimas, com as pernas vacilando e sem forças, Rachel caiu (literalmente) no desespero. E ela precisava sair dali. Saiu com o que restara de suas forças, gritando socorro. E foi aí que então...
Um hospital. 2013, 5 anos depois. De novo Karen?

Sim. O livro traz duas realidades diferentes após o acidente, como podemos ver na foto acima. "A vida de Rachel está desmoronando" e "A vida de Rachel é perfeita" descrevem bem como são essas duas oposições impostas no livro. De acordo com o avanço da leitura, vamos descobrindo o porque dessas duas histórias diferentes. Foi algo que eu achei interessante e não passou pela minha cabeça, em momento algum, o que me fez ficar ainda mais ansiosa.

O final me fez ficar triste e alegre ao mesmo tempo. Só digo uma coisa: se você precisar de lenços ao ler esse livro, não se assuste, ele realmente nos toca. 

"Ele soava tão triunfante quanto um mágico tirando um coelho da cartola, e eu me virei pela primeira vez para olhar o policial. O quarto oscilou; eu sabia que a cor devia ter sumido do meu rosto. Estendi a mão cegamente para o portal, sabendo que não ia adiantar nada."
Simplesmente leiam! 

Acompanhe a Editora Arqueiro:
Acompanhe o blog:
Beijos ♥

6 comentários:

  1. Que lindoo!! Ameiii
    bjo
    http://www.blogandocomadeni.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aiiiiiii minha nossa esse livro parace ser P-E-R-F-E-I-T-O! *O* A capa já tinha me conquistada mas com essa resenha eu fiquei louca por ele Karen! <3
    Ameeeeeeeeei e cá entre nós a edição ta linda.

    Beijooooos e até! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Amanda!
      Eu AMEI o livro e, pelo estilo dele, você também amaria! Gostei bastante da história e da escrita dela.
      Beijos <3

      Excluir
  3. Acabei de ver a sinopse do livro em outro blog e fiquei curioso pra ler, mesmo não sendo tipo de leitura que eu curto. Acho muito bacana obras com propostas diferenciadas, e esse tem tudo pra ser. Ja quero ler. Sua resenha ficou top!

    http://www.cantinadolivro.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Carlos Magno!
      Que bom que gostou da resenha! Vale a pena ler :D
      Abraço

      Excluir