6 de abril de 2015

[Resenha] Supernova: O Encantador de Flechas

Título: Supernova
Subtítulo: O Encantador de Flechas
Autor: Renan Carvalho
Editora: Novo Conceito
Nº de páginas: 438
Classificação: ♥♥♥♥
 
Sinopse: Imersa em uma ditadura implacável, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que utiliza os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir direitos para a população. Do outro, um governo tirano, resguardado por soldados especialistas em aniquilar magos nome vulgar dado aos praticantes da tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, que, após ser tragado para a rebelião, tenta aprender mais sobre sua misteriosa habilidade de encantar objetos com a energia dos elementos. Com uma narrativa envolvente e reviravoltas incríveis, Supernova: O Encantador de Flechas é um livro que vai arrebatar os fãs de fantasia.

Acigam é uma cidade atrasada em relação às outras que a circunda, é isolada das demais por um muro e os cidadãos não têm a liberdade de sair da cidade. Há um governo rígido predominante que é contra a magia. Nenhum cidadão é livre para controlar energias e, consequentemente, nenhum mago pode realizar seus encantos publicamente. Para controlar isso, existem os silenciadores, pessoas contratadas e treinadas pelo governo para aniquilar qualquer um que use magia ou que se envolva com ela.

Leran Yandel é um garoto com quase 18 anos, controlador e um ótimo arqueiro. Com a ajuda de seu avô, Bretor Yandel (que é um mago), ele aprende a evoluir e modelar seu dom, entender um pouco mais sobre ele e a ciência que controla o mundo e encontrar qual o elemento que ele tem afinidade. Primários: Ar, Terra, Fogo, Água, Luz e Trevas, que se manifestam em forma de Gelo, Cura, Metal, Eletricidade, Fumaça e Veneno. Essa afinidade será a mesma por toda sua vida.

A vida dele muda a partir do dia em que ele conhece Judra, uma garota aparentemente tímida e indefesa, que mexe com seu coração e o faz tornar-se um garoto apaixonado. Mas Le não faz ideia dos desafios que teria de enfrentar quando se envolveu com ela. A partir daí passamos a conhecer mais a fundo sobre a Guilda, que é formada por um grupo de controladores (magos), que se opõe ao governo da cidade. O pai de Leran e Luana, sua irmã, era um mago e foi morto quando fazia parte da Guilda.

Luana também é uma controladora, como os membros da família do pai. Mas ao contrário de Le, ela não tem (no início) capacidade de controlar toda a energia. Quando tem algum pesadelo, o quarto fica destruído por essa razão. Mas, mais cedo ou mais tarde ela teria de aprender não só a ter o controle, mas a lutar e a atacar adversários, pois uma guerra entre o Governo e a Guilda havia se iniciado.

No livro eles enfrentam muitos perigos, silenciadores, violência e derramamento de sague. Muitos matam friamente, sem dó. Outros tem até o prazer de fazer isso. E há aqueles que não sabem o que realmente está por trás do conflito. Mergulhe em uma aventura junto com o encantador de flechas.

"Eu me vingarei! Pagarão caro pelo que fizeram comigo e com minha família. Agora sou um mago, posso lutar. Desenvolvi a minha própria especialidade e a aprimorarei ao máximo. Farei o governo tremer apenas ao ouvir sobre mim... Ao ouvir sobre o Encantador de Flechas." (Página 210)

Opinião sobre o livro: Eu vi vários comentários positivos sobre esse livro e não é para menos. "Supernova: O Encantador de Flechas" foi muito bem desenvolvido pelo autor, Renan Carvalho. A história é contada pelo ponto de vista de Leran e de Judra, o que achei muito bom, pois algumas coisas que foram ocultas na parte de Le, foram reveladas e explicadas na de Judra. Eu fiquei de boca aberta em algumas partes e não foi um livro que eu consegui imaginar um final. Digamos que pode acontecer muitas coisas que a gente nem imagina. As mortes, a luta, a explicação para o termo Supernova e outros que aparecem na história foram bem escritos.
Aliás, antes do capítulo extra do livro, tem listas com vários termos e nomes de lugares que são utilizados no decorrer do livro, e nelas contém o significado de cada um. Achei isso muito interessante.
Livro super recomendado!
E vocês, gostam desse tipo de livro?


Acompanhe a Editora Novo Conceito:

Acompanhe o blog:

Beijos ♥

3 comentários:

  1. Sensacional é pouco para dizer o quanto esse livro é top. Simplesmente adorei e pelo que ando lendo, não foi apenas eu. Sua resenha é apenas mais uma para confirmar que o livro vale a pena. Ansioso pela continuação. Parabéns pela resenha, curti! :)

    Cantina do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Carlos Magno! Também estou ansiosa pela continuação, a leitura vale super a pena! Obrigada!!
      Abraço

      Excluir
  2. Estou lendo e o livro está realmente me surpreendendo, a literatura brasileira pode sim contar uma historia fantasiosa de forma digna. Espero gostar do final tanto quanto gosto das partes de ação.

    ResponderExcluir